Sindimadeira
Brasil Estados Unidos Espanh
Bem-vindo ao site do Sindimadeira RS
Você está em:
Icone Links

Notícias

07/02
Conciliações na Justiça do Trabalho chegaram a 253,8 milhões em 2017
Os Centros Judiciários de Métodos Consensuais de Solução de Disputas (Cejusc-JT) da Justiça do Trabalho gaúcha celebraram mais de 1,5 mil acordos em 2017. Os espaços foram inaugurados em maio de 2017 em Porto Alegre, e destinam-se a sediar audiências de conciliação e mediação em processos trabalhistas que apresentam possibilidade de acordo.

Os Centros Judiciários de Métodos Consensuais de Solução de Disputas (Cejusc-JT) da Justiça do Trabalho gaúcha celebraram mais de 1,5 mil acordos em 2017. Os espaços foram inaugurados em maio de 2017 em Porto Alegre, e destinam-se a sediar audiências de conciliação e mediação em processos trabalhistas que apresentam possibilidade de acordo. No total, os valores homologados chegaram a R$ 253,8 milhões. 

No Cejusc-JT do primeiro grau ocorreram 2.040 audiências. Dentre elas, 1.057 resultaram em acordo, com um percentual de conciliação de 51,81%, atingindo um total de R$ 186,84 milhões. O Cejusc-JT do segundo grau, que também funciona na capital, promoveu 1.288 audiências e celebrou 476 acordos, em um percentual de conciliação de 36,96%, totalizando R$ 66,98 milhões.

Conforme o  coordenador do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Disputas (Nupemec-JT), desembargador Ricardo Martins Costa, no primeiro semestre de 2018 serão definidas  a criação e instalação de Cejuscs em Foros do interior do Estado. Atualmente, para o interior, a audiência de conciliação deve ser solicitada por trabalhadores ou empregadores na Vara do Trabalho ou no Posto Avançado em que tramita o processo. 

Fonte: Secom/TRT-RS


mensagem INFORMATIVO SEMANAL
Rua Ítalo Victor Bersani, 1134 - Caixa Postal: 1334 - Junto à CIC - CEP: 95050-520 - Caxias do Sul - RS
(54) 3228 1744 - 3025 6800 -
Se precisar imprimir este e outros conteúdos, fique tranquilo. O papel é biodegradável, reciclável, e sua produção é sustentável, pois é feito a partir de florestas plantadas renováveis, que capturam CO2 e reduzem o aquecimento global.